Arquivos

Dia Mundial da Água -Água, nós te amamos, nós agradecemos, nós te respeitamos.

Água, nós te amamos, nós agradecemos, nós te respeitamos. Assim o povo da
Tradição honra todas as águas. Por que águas, no plural? Porque, tal qual o planeta que
chamamos Terra, somos a maior parte água. Não suportamos viver sem água. Água é um
bem tão essencial que a consideramos um dom divino.


Quantas pessoas em nosso planeta sofrem com a falta de água boa? Por quê? Porque
água foi transformada em mercadoria, e privatizada, confere um grande poder para seus
donos. Por acreditarmos que água boa é um dom divino, tem direito a ela todos os seres
que na Terra vivem.


Temos dificuldade em cuidar tanto das águas internas como das externas. Nos nutrimos
com venenos e poluímos rios e mares. Não choramos, tememos expressar nossas
emoções, e assim as águas dos sentimentos deixam de fluir espontaneamente e ficam
bloqueadas, juntando traumas e dores.


Limpar sentimentos é parte significativa da cura para diversas doenças. Tratar a água
residual e poluída é parte significativa da cura do planeta e da nossa sobrevivência. É
preciso investimento para isso, existem impostos para isso, mas algo é fato; para que que
cumpra o ciclo da água como dom divino e direito de todos os seres, ela precisa ser
gratuita.


Nós, do Centro Nowa Cumig de Tradições Nativas do Rio de Janeiro, temos nossa atenção voltada para as águas, tanto as internas quanto as externas.

Buscando honrar nosso amor pelas águas, criamos cursos, vivência e rituais que possibilitem o autoconhecimento e a cura, e também participamos de reuniões para criação da REDA (Rede Ecumênica da Água), na qual um grupo formado por membros da sociedade civil e religiosas tem como objetivo
tornar visíveis e apoiar ações concretas pela manutenção do acesso a água boa para todos
os seres da Terra.

Acreditamos que fazemos parte de um todo, e se cada um se auto cuidar e cuidar do seu
entorno podemos tornar esse mundo muito melhor. E aqui rezamos pelas suas águas e
juntos esperamos rezar e agir pelas águas do planeta, as quais nós amamos, agradecemos
e respeitamos.

Cláudia Lobo

Dia Mundial da Água – Um apelo de conscientização: Precisamos cuidar de nossa água, ela é um recurso natural e em escassez!

Um apelo de conscientização!

Precisamos cuidar de nossa água! Ela é um recurso natural e em escassez!

A comemoração do dia Mundial da água no dia 22 de março foi criada em 2004 pela ONU pela preocupação com a escassez de água doce no planeta e como forma de chamar a atenção para a necessidade de evitar uma catástrofe com sua ausência.

Apesar de 75% da superfície de nosso planeta ser coberta por água, apenas pouco mais de 3% desse total representa água doce, o restante é água de mares e oceanos, imprópria para consumo. Dos 3% de água doce existente no planeta, apenas 1/3 deste valor está acessível nos rios, lagos, lençóis freáticos superficiais e atmosfera. O restante está concentrado nas geleiras, calotas polares e lençóis freáticos profundos.

A quantidade de água doce produzida naturalmente praticamente é a mesma de 1950 e basicamente deverá permanecer inalterada até 2050. No entanto a quantidade de habitantes no planeta triplicou desde 1950 e chegará a 11 bilhões de pessoas até 2100, de acordo com dados da ONU.

E é por isso que a água é uma preocupação mundial. Por isso devemos ter cuidado com as nascentes, rios e lagos. Por isso é preciso cuidar do consumo de água, estudar possibilidades de reaproveitamento. A água que temos disponível já é escassa, e a tendência é diminuir cada vez mais. Estamos perdendo água doce com o avanço do derretimento de calotas polares e das geleiras cada vez mais. Desde 1961 já perdemos 9,6 trilhões de gelo glacial. E das geleiras que restam a previsão é que se perca ainda mais de 1/3 até 2100.

São números que assustam, pensando que temos uma média de 7,7 bilhões de pessoas no mundo, atualmente, e a ONU estima que em 2100 podemos chegar a 11 bilhões. Os números não batem em proporção de pessoas para a quantidade de água que teremos disponível para consumo daqui há alguns poucos anos. De acordo com dados da ONU, em 2025, 3 bilhões de pessoas sofrerão com a escassez de água no planeta.

Então, pensando no melhor cenário até 2100, não teremos água suficiente de consumo para mais da metade da população da Terra, além de outros problemas naturais e ecológicos que são acarretados por esta escassez como diminuição da cadeia produtiva de alimentos, fim de ecossistemas e doenças por exemplo.

E apesar de toda a mobilização que a ONU tem realizado para ações conjuntas entre diversos países, a verdade é que ainda é muito pouco perto da grandeza de escassez que já enfrentamos.

De acordo com o Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos de 2019, a agricultura é responsável por 69% de consumo da água em todo o mundo, a indústria responde por 19% e as residências particulares representam 12% deste consumo.

E talvez estes números possam fazer você pensar que o seu consumo não representa tanto assim para a diminuição da quantidade de água disponível. Mas pense o seguinte, que se você em sua casa, com mais 2 pessoas, utilizando e desperdiçando água, e mais 50 famílias que pensem da mesma maneira. Então todos estão sendo responsáveis pelo mal uso da água

disponível, junto com as indústrias e empresas de agricultura. E isso em proporções maiores estão levando a um desgaste hídrico prejudicial ao planeta.

É claro que se apenas você economizar ou evitar um desperdício maior, representa uma parcela quase que insignificante para uma questão mundial, mas é uma questão de conscientização de todos, desde você na sua casa até os diretores e CEOs das grandes empresas de agronegócios e indústrias realizarem ações que podem evitar um desgaste hídrico maior para amenizar os problemas que já enfrentamos com a falta de água no planeta. É uma questão de sobrevivência para nós e para o planeta.

Para saber mais sobre estas e outras questões hídricas do planeta, você pode consultar a página da ONU:

https://news.un.org/pt/tags/agua

Bianca Vargas Tolomei

Cerimônia de Agradecimento às Águas – 2 de fevereiro


16174630_1537636982932369_2389507598275069533_n

Caminhada pelas águas, saindo as 16:00hs do Centro Nowa Cuming até a Praia do Flamengo em frente a Rua Barão do Flamento. Cada qual com seu litro de água pura (da chuva, da fonte, mineral, etc). Na Praia do Flamengo iremos dançar e cantar honrando o espírito das águas! Tragam seus tambores e maracas e frutas para serem compartilhadas ao térmico da cerimônia.

15975139_1697297873628945_4079521020489138508_o

Caminharemos também em homenagem à Karen Manitowabi (in memorium), uma caminhante Ojibway pelas águas no Canadá.

 

Vejam as fotos da primeira versão em 2010 da Cerimônia de Agradecimento às Àguas! Traga seu talento. Vamos dançar, cantar, recitar, rezar ou…

Este slideshow necessita de JavaScript.