Meditação com as Baleias

13245232_1393245784034157_8373199014994877115_n

Resumo  dos relatos das pessoas que participaram da Meditação com as baleias em 21 de maio de 2016.

No contato com as baleias, que estamos passando por emergência e energias nefastas que estão vindo da Terra e de fora dela.

Que precisamos nos unir e trabalhar juntos e em torno de cerimônias e cultivo de alimentos físicos e espirituais.

Existem meridianos tanto no corpo físico, quando nos mares no céu e que se estivem bloqueados é um sinal de que precisamos fazer cerimônias importantes o trabalho das tradições nativas.

Existem questões de ancestralidade da terra, que precisa ser limpa e os rituais ajudam nesse trabalho.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

 

Meditação baleias- 2 de junhoResumo  dos relatos das pessoas que participaram da jornada com as baleias em 10 de agosto de 2014.

1-A pessoa está num momento complicado/muita confusão/ falta de fé.

Chegou numa ilha e viu uma menina dançando. Começou a se concentrar no toque do tambor. Baleias chegaram. A menina tira o cocar colorido. Ela dançou com a menina e se sentiu sentada numa pedra com sua testa na baleia. E adormeceu. Depois da jornada, teve a sensação de felicidade. Se sentiu bem diferente de quando chegou.

2- A pessoa já era a própria baleia. Estava nadando muito rápido, como se fugindo de algo. A resposta veio: ela estava fugindo dos homens. E o que fazer por ela? Reze, disse a baleia.
Nadou mais ainda. Perguntou ainda qual sua ligação com os índios. Daí chegou numa praia e não se sentia mais baleia. Tinha uns índios e a aguardavam como se a conhecessem. O que faço aqui? Viu uma caneca. Pensou num chá. Como adquirir esse conhecimento? Um homem irá se apresentar. Mas tem que aguardar.

Depois mais visões de uma baleia sofrendo/fugindo. Parou num local se onde a baleia se esvaia em sangue. Pediu para o seu guardião para sair daquele sofrimento. Viu-se correndo numa floresta. Pararam na praia de numa areia e deitada ficou ao lado do seu guardião.

3- Esta pediu guiança às baleias.

_ Vamos nadar, disseram elas. Ela também viu muito sangue. Você sabe disso: a terra passa por um momento denso. Tem que segurar a onda. Foi num lugar muito negro de fundo de mar. Esse sangue é sangue que escorre da terra. Neste momento a pessoa lembrou das guerras que estão acontecendo. E a sensação é que temos que nos conectar com o coração. Antes de sair da cama, ritualisticamente, todos os dias, deveria se conectar com o coração/amorosidade /força, pois temos que estar muito conectados e seguros. Não precisa saber tudo. Vá devagar.

4- Nesses últimos dias outra pessoa do grupo, mas em outra jornada, comenta que também viu sangue em água e sentiu esta mesma densidade pela qual estamos passando. E isso ainda vai continuar.

5- Esta pessoa teve a sensação que iria sufocar. Uma voz dizia: é só respirar que tudo ficará bem.  Viu muitos olhos redondos. Não sabe se eram peixes ou outros seres. Viu sair uma bola branca de um ser. Essa bola era uma anêmona. Ouviu som de água. Viu uma luz verde. E ouviu em sua cabeça alguém dizendo: não se preocupe com o certinho. Você precisa de uma cura. Como conhecer a linguagem dos símbolos?, perguntou. Veio uma luz verde que se transformou em amarelo dourado. Ela retornou forçando a mente para a sala de trabalhos. Sentiu um pouco de dor de cabeça.

6- esta pessoa também pedia guiança. Chegou no local de sempre numa praia. Estava sol, água transparente. Nadava e a baleia não vinha. Quando a avistou a baleia lhe disse: “Estou muito apressada. Que nem você anda”. “Mas eu preciso de você!- questionou. Mas a baleia disse: “Nós também precisávamos de você e você não veio. Nós estamos bem. Vocês são os que estão com problemas. No trabalho você está numa fase de mudança e você vai seguir por aqui e vai ser natural. Vai e escuta as pessoas que vc vai encontrar no caminho. Não vai sentir cansaço. Sempre que precisar de algo, isso vai acontecer. Você vai fazer bem para os outros, pois eles confiam no que você diz. Vai ser rápido e vai ter que fazer tudo sozinha. Não vai haver problema. “

Mas fora da questão profissional, falta união. As baleias têm união/família. Isso é que falta na terra: união e flexibilidade. Duas três pessoas juntas já podem ser sua família. Quem está com elas é o que importa e não o que ou onde estão. As baleias estão sempre juntas. Procure pessoas com as quais você se identifica.

Tudo estava muito acelerado. A baleia estava acelerada. “Da próxima vez vai ser mais tranquilo.” Vá caminhar pelo caminho indicado. Ela via a frente um caminho de areia que levava a uma montanha. “Não se preocupe: mudanças podem gerar união e isso pode ser positivo. União foi a mensagem mais importante e flexibilidade também

7- Mergulhou numa planta carnívora. Voltou para terra. Pensava no trabalho. Veio uma cena: pai com filha. Ficou preto. Ficou frustrada, pois não viu muito. A pergunta a atrapalhou.
8- O que as baleias tem a me dizer? Se viu em Fernando de Noronha e entrou na água. Entrou numa caverna e não havia água, mesmo dentro do mar. Normalmente ela tem muito medo de água. Tinha um bebê baleia. Vozes diziam algo, mas ela não entendia (não entendi baleias, disse). Da vez passada ela ouviu só um zumbido, agora ouviu vozes, tudo ao mesmo tempo.

9- A pessoa não sabe se dormiu, não lembra de muita coisa. Ela sentia que abria um portal e ele se fechava. Passavam pela cabeça coisas atuais da sua vida… em algum momento ela tentou se imaginar dentro d’água com as baleias, mas foi tudo muito rápido. Ao voltar a sensação era de que a resposta para sua questão ainda está por vir. Ou não está preparada para a resposta.

10- Athamis perguntou sobre a relação das baleias e o trabalho com o corpo de cristal. O corpo de cristal tem a ver com sírios e com seres brancos, baleias e seres brancos são consortes. O planeta terra é um planeta novo e os humanos mais novos ainda. As baleias ao deixarem a terra vão para outro nível de evolução. O nível mais avançado na evolução  precisa do nível mais novo. Eles se alimentam um dos outros. O mais velho retorna ou renasce no mais novo, o mais novo vai para um nível acima e aqueles daquele nível vão subindo até chegarem ao estágio mais antigo. Daí, o ciclo recomeça. Quanto à lua cheia: durante a lua cheia o portal entre céu e terra fica aberto; por ele passam densidades e levezas tanto do céu para terra como da terra para o céu.

 

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Encontro com seres muito especiais através das jornadas xamânicas. Mesmo se nunca fez uma jornada, venha e acompanhe o trabalho. Estes seres já nos orientaram em muitas situações.

Acontece sempre no dia da lua cheia das 19h as 21:30- Contribuição R$30,00

olho de baleia

Próximas datas de 2017

10 de Fevereiro

12 de Março

10 de Maio

09 de Junho

09 de Julho

08 de Agosto

05 de Setembro

05 de Outubro

07 de Novembro

03 de Dezembro

Meditação com as baleias em 14 de fevereiro 2014

Centro Nowa Cumig

Algumas das perguntas e um resumo das respostas.

1-O que poderia fazer agora?

A pessoa foi para um lugar de gelo, levada pela tartaruga. Uma baleia ali que dizia a ter aguardado por muito tempo. Dizia também que muito conhecimento antigo virá das águas geladas e muita dor também. Desenvolver um filtro do material que sai do gelo.

Mostrou uma mortandade de peixe. Tome cuidado com o que come, pois há veneno. Modifica também geneticamente as pessoas. Vai vir desenvolvimento também no que o humano deve aprender/saber para se alimentar.

2- Não perguntou nada e se deixou ser levada.

A pessoa se conectou com a lua cheia, Venus; a lua brilhava no mar. Portal para dentro do mar e para cima. Mergulhou como peixe. Entravou; Quando ela sentiu o entrave, desagradável, perguntou: O que fazer pela comunidade? Você tem que desatar os nós; Uma corda entrou num tufo adentrando o mar.

Sentindo a energia do grupo dançando de mãos dadas, dançando uma ciranda. Pegava energia da lua e voltava.
Um circulo de golfinhos em torno da lua e desceram pelo tufo. Um chicote que batia no ar; apareceu um homem com peixes nas costas e ele os jogava.
Seres que dançavam em torno do tufo.
Água fazendo marola e ela pergunta como elas estavam. Um gargalhadinha vinha das espumas.

O olho da baleia na escuridão  finalizou este contato.

3 – Dando prosseguimento a uma outra jornada, quis entender por que ouvira DÓ, RÉ,  FÁ.

Foi levada para os golfinhos em águas geladas. As baleias aparecem e ela vai por tobogãs de gelo levando-a para o fundo do mar, castelo no fundo do mar, como espaçonave. É uma estrutura simples. Existe um ser que aparece de água viva e luz. ‘Agora você não veio ver o cristal nem a biblioteca’. Ela confirma. ‘Sim, vim pelo DÓ, RÉ,  FÁ que ouvi na jornada anterior.Por que do re fa?

O portal com estes três sons abriam portais. Ela ouviu isso novamente e a estrutura timo espaçonave sofreu tisunamis que desmoronavam coisas em seu entorno. A estrutura foi para o espaço.
Veio uma letra para uma musica que depois ela envia para o grupo.

4- O que fazer para ajudar o Planeta?

Nesta viagem alguém cantava. Um lugar diferente de antes, bonito, azul, uma ilha, muito lindo.
Entra na água. Cade a baleia? Baleias em forma de cristais. Um mundo de cristais e a baleia mostra esse mundo e cristais das águas. Ela mostra nuvens escuras. Os peixes, as baleias também tem pensamentos ruins ao sofrerem. Muitas orcas, mortas numa enseada. Mergulhamos no oceano, até as lavas, muito quente. Quanto mais profundo, adentraram num universo de cristais, depois do magma, no centro do planeta.
O movimento da terra surge do equilíbrio entre calor e frio.
Os cristais do frio e o calor ficam dançando, se equilibrando.
Quem está fazendo a jornada entra no cristal que trabalha com a rotação da terra;
A pergunta: o que fazer para ajudar o planeta?

Ela mostra a rotação da terra que está mudando. Temos que viver esta modificação.
Uma grande mudança é esperada. Não devemos ficar assustados. As mudanças vão  acontecendo e vamos nos adaptando. Temos que estar conectados. As danças e cantos são importantes. As baleias cantavam. Nós dançávamos aqui enquanto as baleias cantavam. A vibração harmônica que saem das danças e cantos: Vibram no ar e isso reverbera pelo ar, terra, pelos elementos. Isso ajuda nessa mudança da terra.

5- Qual a conduta mais apropriada do momento?

Houve um vaco negro. Um som de naja. Use sua agressividade e um puma galgando em direção da neve. Ouviu: “Locomotiva indetenible”.

6- Vieram dois serem que a acompanharam para o mar. Sereia e sereio. Lhe disseram: “Você veio daqui”. A água adentrava por todo o seu corpo e ela conseguia respirar. Antes houve medo. Como acessar aprendizados de outras vidas?

Imersão, foi a resposta.

Os sereios corriam e tinham medo de tubarões e estes estavam fugindo dos barcos que estavam pescando. Todos os seres marinhos se afugentavam. Isso já vai acabar e só vão ficar os puros.
Havia um lugar para onde todos os seres do mar iam.

Meditation with the spirits of whales on February 14, 2014

Nowa Cumig Center

Some of the questions made by the participants of the whale meditation and a summary of the responses.

(Translated by Astrid Howard)

1 – What could I do now?

The person went to a place of ice, carried by the turtle. A whale said to her that they have been waiting for her for a long time. The whale also said that very old knowledge will come from the icy waters and a lot of pain too. We should develop a filter for the existing material that will come from the icy places.

She saw a lot of fish dying. “Be careful with what you eat, as there is poison in the water”. It can even modify people genetically. People will also develop from having to deal with the poison in the water. They will learn and will develop knowledge about to how to feed themselves.

2 – The person connected with the full moon and Venus; the moon was shining on the sea. There was a portal into the sea and up in the sky.  She plunged into the water as a fish. She got stuck. When she felt the obstacle, nasty, she asked: “What should be done for the community?” “You have to untie the knots.” A string entered a hurricane that entered the sea.

She felt the energy of the group/community dancing, holding hands, dancing a ciranda. They were taking power from the moon and then  they returned to Earth.

A circle of dolphins around the moon and descending towards the Earth through a hurricane. She saw a whip beating in the air; then she saw a man who appeared carrying fishes on his back and he threw them on the earth. Beings were dancing around the hurricane.

She saw ripples in the water and she asked how the water was and she heard a lot of laughter coming from the foam.

The whale’s eye in darkness ended this contact/journey.

3 – Continuing the previous journey, the person wanted to understand why she had heard DO, RE, FA, the musical notes.

In her journeys to have contacts with the spirits of the whales she is normally taken by dolphins through icy waters. The whales appear and she slides down ice paths leading to the bottom of the sea. There is a castle/structure on the sea floor, like a spacecraft . It is a simple structure. In this journey, a transparent being that normally talks to her, (it is like a person, transparent as living water) said to her: “Now you do not come to see the crystal or the library.” She confirms this. “Yes, I come for the DO, RE, FA I heard in the previous journey. Why do, re, fa?”

The portal with these three sounds opens other portals. She heard it again and things started to fall on the structure like a spaceship, due to a tsunami that occurred. Things started to fall all around the structure. The structure went into space. The person who was journeying received the lyrics of a song which she will share with the group later on.

4 – What to do to help the planet?

The person doing the journey went to a different place than where she has gone in the previous journeys. It was a beautiful blue sea, an island, very, very beautiful.

She enters the water. “Where are the whales?” she asks herself. A crystal whale (made out of crystals) appears. A world of crystals, of waters and whales was shown by this crystal whale. Then she saw dark clouds. Fishes, whales, they also have bad thoughts when suffering. Many orcas, killed in a cove. She dived into the ocean until the magma, very hot. Beyond that, a universe of crystals.

It was explained that the movement of the earth comes from the balance between heat and cold.

The crystals of the cold and the heat are dancing, balancing.

The person who is making the journey enters into the crystal that works with the rotation of the earth. The question: ”What to do to help the planet?” It is clear that the rotation of the earth is changing. We have to live or get along with this change. This was a feeling she got from what she was seeing.

A big change is expected. We should not be frightened. Changes are happening and we will adapt to it. We have to be connected. The dances and songs are important. Whales sing. She saw us dancing on Earth while the whales were singing. There was a harmonic vibration coming out of the dances and the songs. There was vibration in the air and it reverberated through all space, the earth, the elements. This helps in the changes that Earth is going through.

5 – What is the proper conduct for this moment?

There was a black emptiness. Then, a sound of a cobra. Then he heard: “Use your aggressiveness,” and he saw a cougar climbing toward the snow. He also heard: “Unstoppable locomotive.”

6 – There were two beings that came to accompany the person journeying to the sea. Mermaid and merman. They said, “You came from here.” The water penetrated her body everywhere and she could breathe in the water. There was fear for a moment and she asked, “How can one access the teachings of previous lives?”

Immersion was the reply.

Suddenly, the mermen ran, they were afraid of sharks and they were running away from fishing boats. All the sea creatures were scared. She heard, “This will soon be over and only the pure ones will remain.”

There was a place where all beings of the sea were going to.

Queridos amigos, guerreiras e guerreiros da luz!

Baleia meditação

Hoje tem encontro com as baleias. Usamos o som do tambor para alteração de consciência. Uns preferem fazer uma pergunta pessoal. Outros, permitir uma livre conversa com esses serem tão antigos e que tem muito a nos contar. Depois da jornada, sua história pode ser compartilhada com o grupo presente. Vale a pena tentar. Leiam abaixo um depoimento emocionante de uma das participantes.

Primeiro encontro em 2014

Data: 14 de fevereiro

Das 19h as 21:30.

Contribuição: 15,00 e traga um lanche coletivo

Anotem na sua agenda as próximas datas:

Março- Domingo, dia 16

Abril- Terça, dia 15

Maio- Quarta, dia 14

Junho – Sexta, dia 13

Julho – Sábado, dia 12.

Agosto- Domingo, dia 10

Setembro- Segunda dia 8

Outubro- Quarta, dia 8

Novembro- Quinta, dia 6

Dezembro- Não teremos a meditação no Centro. A Meditação das Baleias e Lua Crescente serão celebrados no dia 7- Fogueira da Lua Cheia (a Lua Cheia entra no dia 6) – Espaço Saúde.

Local: Nowa Cumig

Rua Tobias do Amaral, 104 – Cosme Velho

(suba pela Ladeira do Ascurras)

Athamis Bárbara

Baleias – Um conto que Encanta

Rio de Janeiro, segunda feira, 6 de fevereiro de 2012, Lua cheia.

O toque firme do tambor, quatro pessoas meditam usando como referencial o mar, com todos os seus seres, em especial as Baleias.
Uma viajem xamanica onde cada uma delas possui um caminho, uma forma, um jeito, na busca do Som, que faz a conexão com ondas de energia, as mais diversas possíveis.
Consciências expandem e vão a lugares desconhecidos.
Realidade? Ficção? Imaginação?
Não há duvida, tornam-se reais por momentos e como tal numa lógica ainda não conhecida. Não adianta querer saber, pois o que importa não é o conhecimento de como acontece, mais sim a necessidade de escutar, muitas vezes telepaticamente, e dar voz a mensagens com conteúdo éticos, simples mais profundos.
Razão com coração ou coração com razão?
E assim vamos exercitando uma linguagem para que a comunicação se estabeleça. Cada uma no seu pedaço, no seu segmento. Ao final, quando relatadas as vivencias, entendemos a estória do dia porque percebemos os nexos e os elos de um saber que transcende o cotidiano. É algo diferenciado, vivido e experenciado, e nos apronta para dar voz e disseminar toda a energia gerada naquele pequeno espaço, finito, mas como tal, um ponto integrado ao infinito.
O que elas nos disseram?
As transformações da mãe terra estão acontecendo, são profundas e inevitáveis porque o padrão de harmonia foi alterado. Os movimentos de ajustes de trajetórias dos universos são eventos naturais. A impermanencia é percebida. A sensação é de perda do chão, lapsos de memória, parecendo que estamos indo para outras dimensões. O caminho é entender que o equilíbrio ocorre quando os conflitos estão entendidos, compreendidos. É necessario estar aterrado para poder viajar conscientemente.
Como seres humanos nossos corpos estão também se ajustando, mesmo que não percebamos. Nesse processo ser flexível, manter-se focado naquilo que considera importante, escolhendo caminhos harmoniosos , buscar informações, compartilhando com pessoas próximas, numa linguagem amorosa e fácil entendimento, auxiliara muito nas travessias necessárias a construção de um mundo com mais amor e justiça.
Os ensinamentos estão todos disponíveis, mas a ânsia da posse, faz com que muitas vezes, não percebamos coisas lindas tão próximas. Abrimos muitas portas ao mesmo tempo e nao vivemos com profundidade nenhuma delas.
Sol, lua, estrelas, montanhas, rios, lagos, mares, cachoeiras, rochas, florestas,….não só paisagens, mais sim elos de interação entre reinos, mundos paralelos. …. Fonte de alimento para o nosso espírito, que é eterno enquanto mantemos vínculos de amor e cuidado.
Profecias, filmes de ficção, cantos, cerimônias, … apontam para termino de uma era e começo de outra. Pensadas, plasmadas constituem fios de uma Historia que esta sendo construída, desconstruindo o velho e alimentando o novo.
Informaram também que é tempo delas partirem. A poluição de nossas águas, já não permitem o conviver em seus domínios atuais. Cumpriram seu papel no desenvolvimento dos humanos. Outras dimensões as esperam para o trabalho. Deixam outros amigos como o polvo e os golfinhos,
Avisam que o processo natural de limpeza e harmonização da Terra implicara em eventos naturais muito forte, porque as rodas de fixação da terra estão sendo mexidas implicando na redefinição dos atuais pontos de sustentação do formato atual dos continentes. Com isto continentes serão submersos e outros emergirão. Teremos uma nova configuração geográfica e espacial na Terra.
Enquanto isso o que faremos? Como lidar e trazer estas informações para o cotidiano?
Vivendo: interagindo com todos os reinos da natureza, desenvolvendo formas pessoais que deem mais flexibilidade e abertura as mudanças que estão ocorrendo. Amando e auxiliando pessoas que cruzam o nosso caminho.
Simples assim.
Não é um encanto? Ou um conto que encanta?
É tempo de nos encantar.
Assim falaram as Baleias em 6.02.2012.
Rio de Janeiro, Brasil

“O texto foi escrito por Maria das Graças, participante do curso de Totens e Chakras e da Meditação com as Baleias, que acontece uma vez por mês.”
___________________________________________________________________________

________________________________________________________________________

Em 2011 Lieve Schamp organizou um encontro onde 37 pessoas participaram da Meditação com as Baleias.
Meditavamos ao som do tambor para entrar em contato com a energia das baleias. Algumas mensagens eram para
a comunidade, outras mais pessoais, mas todas muito interessantes.  Por isso, compartilho.

WHALE MEDITATION OF 12th May 2011

GREAT WHITE WHALE CENTER – Borsbeek

In PRESENCE of:

Nadine (from the Whale Center) and Athamis ‑- Colibri-Woman of the Thunder-Bird Clan ‑ + about 37 people among which 1 man

 

Whale Text by Athamis

I remermber you

I know where you come from

You come from the sea of ice

Learn to travel

Learn to hold the air/the sky

Because I know where the waveis  not

I will heal

Long for you

From your birth

I see a legion of whales

Much more behind me

Before me still much much more

I reflect het majority within me

Hear my song

I cry now

But soon I will be enchanted.

Experiences/messages, images which each of the present persons experienced and received during the whale meditation   

  1. I hear a name: “GROWOTH”. This was transmitted in an ancient way. The      signification of it has slipped my mind.
  2. I ‘m swimming among a great number of water animals.

Question: “what can help us?”

Answer:

–          Stay moving, very softly, full of love. Let the energy continue to flow full of love.

–          When you do’n t feel well, then go to the water, listen to the water, feel the water.

  1. I’ m sitting on the back of the whale, we are united in      consciousness.

We swim to an island where everything is destroyed. There is drought, hunger. The whales are crying, an intens sadness.

We swim to another island where evrything is beautiful. There is happiness.

The message I received:

We have the possibility to make choices. To bring about changes. It is important that we take responsibility. The whales are asking to start with yourself.

  1. I’m in the swell of the sea. I hear dolphins. The image of the sea      is blurred. Far off I see a whale. Rays of sunlight filter through the      water.

I see playing dolphins, they are very happy. Suddenly there is an intense sadness. The sea calms down.  A tsunami arises, many anguished people. When all this was over, I again see happy dolphins.

  1. Question: “ What do you want?”

Answer: “to hum softly.”During the meditation, buzz softly. This produces a slight vibration. And so we can come close to the light and receive information.

  1. I’m swimming close to the whale. Something changes in my heart, more      space.

Question: “what’s the matter with the earth?”

Answer: “There is a lot of work, together with the whales. The earth comes at a time to receive something new. A finer vibration arises to which we prepare ourselves. The whales are no longer needed here ”

  1. I become fluidificated (shape shifting). From river to sea. I’m the      eye of the whale.

Question: “what do you want to tell us?”

Answer:

–          Heavy energy. Don’t try to judge but help eachother to root down into the earth .

–          Wisdom:

  • We need few words, especially silence.
  • The information is present in our cells. Authorize fluidity.
  1. I’m in the swell of the sea. I go deep down in the sea/ocean. When      I go back to the surface I have something in my hands. A baby dolphin.

I receive a message: “give much attention to the river banks. The rivers will grow thinner, there will be no more room.”

I wonder what I have to do with the baby dolphin.

A woman answers: “the only place you can find for the baby dolphin is in your heart.”

There is no place left anymore for the whales. But if we connect with them in our cells, they will continue to exist.

  1. I see a white fish. At the surface I see light.

Question: “do you want to tell something?”

Answer: “stick to my belly/stomach.” I did, and we went deep down. It is cold, there is much current. We return to the surface and I see light.

  1. I felt very warm. Butterflies in the throat. I’m on the beach.

Question: “ what can we do?

I can swim however I’m afraid to go under water. I made a sea in my heart. I sat on the back of the whale and so we swam away in to the sea.

  1. I see a baby. I’m flying high in the air with an eagle. I see an      ancient image: the chieftain of the whales. The chieftain gave me an egg      that belongs to the whales.

Message: “cherish the unfertilized egg and give it much love.”

I start to rock, I see an island with ghosts, dolphins, whales, flowers.

Message: “there has to be more water.”

  1. I’ve seen three images:

–          The whale takes me with him in his mouth. I arrive in his stomach. I become part of the whale.

–          The whale glided on the beach. I’m on the beach in the mouth of the whale. I see people talking with lots of humor.

–          I fall into a hole. I arrive in a thickening, I see a light. The thickening in the whale’s stomach is very sensitive. I get many energy shocks.

  1. I went myself in search of the whale. I’m taken deep down into the      sea. It’s dark. We cross the ocean and swim towards a dolphin family. The      dolphins are happy, they play to show the importance of enjoying, of      loving what you have.

Message: “ Live with your heart.”

  1. I’m with the dolphins, I enjoy it very much.  I hear the sound of the water, of the      birds. Everybody is happy. I feel like a whale that is lying down on its      back enjoying everything.
  2. I see dolphins. I’m the eye of the whale. The dolphins come ad get      me, away from the whale. I swim along with the whale.
  3. I’m down below in a cave. There are 3 to 4 whales lying down. There      is peace and gentleness.

Message: “Welcome home.” “Receiving and giving.”

  1. Message for the masculinity.

I see sexual images.  A penis and a mouth change into a whale. There’s much movement.

I see another whale, a white whale.

I start travelling, I fly with him like a bird-dolphin. I see a central sun, light everywhere “The light is All” I go back with the light, a white energy.

Message:

–          Share this light

–          Dare to accept the holy sexuality. Bring the masculine sexuality back in the sexuality holiness.

  1. I go into the water with the whale. The strongly wavy motion is too      much. We arrive in a circle, a softer energy. After the meditation I feel      like a whale in me. The whale greets me with eyes full of both love and      sadness. My stomach becomes warm, I ‘m being observed from higher up.
  2. I felt very warm. My heart beat was very fast. I see dolphins      playing, jumping. I go very deep into the earth and way back, this      movement keeps on going repeatedly during the whole time of the meditation.      I see drumming shamans. Athamis was among them.

Message: “ No sea is too deep, no mountain too high to achieve happiness.”

I see a big white house with a fence. Athamis lets know that white refers to yourself. When you see a house during your meditation it mostly concerns your own house.

  1. I go down. I feel warm and I have palpitations. I’m in the fish, a      sad feeling.

Question: “why is my son Jonas sitting in the dark?”

Answer: “ He is growing.”

  1. I see plastic whales, dolphins (toys). I’m playing. Suddenly I get      pain in my ear, pain in my heart. I see a big plastic heart.

Message: “gratitude and love”

  1. I see a woman coming out from the sea. She holds up a baby. There      is a tremendous love radiating from the woman towards the baby. A strong      relationship, happiness. An enormous whale jumps over the woman and the      baby. Further away dolphins are playing in the waves.
  2. I see a big long creature. Do you see that you are sitting in a      kind of boat?

Message: “the eyes of the whale are the eyes of your soul.”Hear what we want and learn what we can”.

_____________________________________________________________________________

Mais Informações 

E-mail: barbaratha@hotmail.com

Tels.: (21) 2556-1380 e 21 992478261

 

 

______________________________________________________________________

2 Comentários

2 pensamentos sobre “Meditação com as Baleias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s